Categorias

Glicerina vegetal e glicerina bi-destilada saiba a diferença

A glicerina pode ser utilizada para diversos fins na indústria, porém nem todo mundo conhece todas as suas propriedades e os seus benefícios. Por esse motivo, neste artigo, vamos explicar um pouco mais sobre esse componente químico e quais as suas funcionalidades. Acompanhe!

O que é glicerina?

Trata-se de uma substância química, o glicerol (propanotriol), e que tem o termo glicerina utilizado para fins comerciais. A sua aparência é de um líquido viscoso, incolor e que tem sabor adocicado.

A glicerina vem, principalmente, de fontes consideradas naturais, ou seja, é oriunda de óleos e gorduras animais ou vegetais.

O petróleo também serve como fonte, pois é possível extrair glicerina através dele. A indústria também tem conseguido criar glicerina sintética fabricada quimicamente.

Utilização

Indústrias de diversos segmentos tem utilizado a glicerina para inúmeros fins, desde fertilizantes, medicamentos, produtos de beleza, sabonetes etc. Além disso, muitas pessoas utilizam como solvente para misturas orgânicas.

É preciso saber que existem dois tipos de glicerina, a vegetal e a bidestilada.

Qual a diferença entre a glicerina vegetal e a bidestilada?

glicerina vegetal é um carboidrato derivado de óleos vegetais, como óleo de coco. Além de ser altamente solúvel em água.

Já a glicerina bi-destilada, pode ser de origem animal. Já que muitas indústrias de sabão usam a gordura animal como base da produção de sabão e a glicerina, por sua vez, é subproduto desse processo (é retirada do sabão para ser comercializada).

Hoje em dia, a glicerina bidestilada chega a 99% de pureza. A glicerina vegetal é feita por meio da soja e por isso, pode conter traços de alergênicos provenientes dela.

Em que a glicerina pode ser utilizada?

Indústria Farmacêutica

Neste segmento, a glicerina pode ajudar em uma infinidade de patologias. É possível fabricar pomadas para:

– Queimaduras;

– Problemas dermatológicos;

– Xaropes;

– Laxantes;

– E inúmeros medicamentos.

Indústria Alimentícia

Um dos fatores interessantes da glicerina é o seu sabor adocicado e justamente por isso tem sido muito procurada para a fabricação de doces. Mesmo assim, muitos temperos e a utilizam também como um de seus componentes.

Além das opções acima, a glicerina é muito comum na fabricação de cremes culinários, chantilis, pastas doces, conservas, caldas de frutas, coberturas, pasta americana, bolachas, biscoitos, bebidas doces e fermentadas, geleias, massas e sorvetes em geral.

No setor alimentício, diversas funções, porém esses são apenas alguns exemplos de sua possível utilização.

Indústria Cosmética

A indústria cosmética cresce dia a dia e uma grande parcela de seus produtos têm em sua fórmula a glicerina.

Ela pode ser utilizada em xampus, condicionadores, cremes para cabelos e pele, batons, maquiagens em geral, demaquilantes, protetores solares, esfoliantes, sabonetes, hidratantes, loções, perfumes e cremes para barbear.

Indústria Química

Essa talvez seja a área em que a glicerina é mais utilizada. Isso se dá também porque a indústria química engloba a fabricação de produtos que permeiam a nossa vida no dia a dia.

Ela pode ser usada na fabricação de tintas, vernizes e resinas, lubrificantes veiculares, cremes dentais, produtos de limpeza em geral, brinquedos como massinhas e slimes.

Na indústria têxtil, possui uma grande importância na criação de amaciantes e deposição de cores. Além disso, é usada na fabricação de colas, adesivos, combustíveis, produtos para a construção civil etc.

Gostou do nosso artigo? Acesse o nosso site e conheça nossos produtos!