Categorias

O uso de carbonato de guanidina para cosméticos capilares

O carbonato de guanidina não é um insumo novo na indústria química e cosmética. A. Strecker o preparou (oxidado com ácido clorídrico e clorato de potássio) pela primeira vez em 1861 e, desde então, o carbonato de guanidina vem ganhando muitos usos, em especial para cosméticos capilares.

Como o carbonato de guanidina é constituído?

O carbonato de guanidina tem uma constituição natural, pois é extraído da urina. A partir da extração, ele se torna um insumo puro, bastante cristalino e extremamente alcalino.

O processo de preparo do carbonato de guanidina envolve a oxidação da guanina somada ao hidróxido de cálcio. Há também a possibilidade de se misturar o carbonato de cálcio ao hidróxido de guanidina.

A guanina é uma base orgânica e nitrogenada, quimicamente utilizada para formar cadeias polinucleotídeas.

Com relação à função, a guanina, quando somada a outros receptores específicos, tem a tarefa de transportar sinais diversos de parte da célula para outra parte da mesma célula.

O carbonato de guanidina em cosméticos capilares

Por conta de sua capacidade de transportar sinais de uma parte da célula para outra parte, o carbonato de guanidina tem sido utilizado com especial destaque em cosméticos capilares.

Quando aplicado nos cabelos, a guanidina tem a função de desestruturar as cadeias e a constituição interna dos fios, possibilitando que seu formato seja modificado por meio de uma nova texturização.

O carbonato de guanidina compõem a estrutura química de cosméticos capilares que têm por objetivo gerar alisamento dos fios, por conta disso, frequentemente está presente em progressivas, alisantes e botox.

Por que o carbonato de guanidina é uma boa opção?

Graças à sua composição natural, o carbonato de guanidina tem sido uma opção segura diante de outros insumos que se destinam ao alisamento de cabelos.

saDAom carbonato de guanidina não trazem em sua formulação química a lixívia, que nada é mais é do que soda cáustica diluída em porções de água.

Mesmo com todos os riscos envolvidos no uso da soda cáustica em cosméticos capilares, como o alto risco de queimaduras de segundo grau no couro cabeludo e nos fios, gerando sérias cicatrizes, ela ainda tem sido utilizada em muitos produtos para alisamento capilar.

Já o carbonato de guanidina não apresenta qualquer possibilidade de queimaduras, além disso, ele é altamente indicado para cabelos resistentes ao processo do alisamento (como cabelos afros).

Outro problema bastante comum é o cheiro fortíssimo que produtos que se destinam ao alisamento possuem no momento de sua aplicação e, principalmente, durante a secagem e realinhamento do cabelo.

Com o carbonato de guanidina, isso não ocorre, pois ele não é composto por nenhum cheiro e tem ação mais rápida do que as outras opções existentes no mercado de cosméticos capilares.

Onde encontrar carbonato de guanidina

Para que todos os benefícios do carbonato de guanidina sejam garantidos, é essencial que ele seja adquirido em uma indústria química e de confiabilidade.

A Maian está há mais de 40 anos no mercado e oferece matérias-primas de alta performance, com qualidade reconhecida.

Para saber mais, acesse nossa página e confira.