Categorias

O uso do óleo de coco na indústria cosmética

Óleo de coco

Os óleos vegetais já são utilizados há anos graças às suas propriedades benéficas para a saúde e à sua característica orgânica, que os torna também amigáveis ao meio ambiente. Há pouco tempo, o Brasil vivenciou o “boom” do óleo de coco, que passou a ser inserido amplamente no dia a dia, especialmente com finalidade estética. Mas a verdade é que ele já é um componente da fórmula de muitos cosméticos.

Componentes do óleo de coco

O óleo extraído da polpa de cocos maduros é rico em ácidos graxos, com destaque para o ácido láurico, tetradecanoico, palmítico, caprílico, oleico, linoleico e esteárico. Além disso, cerca de metade do óleo de coco é formada por monolaurino, um monoglicerídeo que deriva do ácido láurico. Vitaminas também estão presentes em sua composição, com destaque para a vitamina E e K. Esse conjunto de substâncias faz com que esse óleo vegetal seja muito eficaz como hidratante.

Tipos de cosméticos que utilizam esse óleo

Embora o óleo de coco tenha ficado muito conhecido como um hidratante potente para os cabelos, os cosméticos cujas fórmulas são enriquecidas com ele vão muito além daqueles de uso capilar. Esse óleo aparece em hidratantes corporais, labiais (o famoso lip balm), produtos anti-idade, cremes para amenizar as estrias e muitos outros.

Benefícios para a pele e para os cabelos

E se ele está sendo cada vez mais utilizado na formulação de cosméticos, é porque os benefícios que proporciona para a pele e para os cabelos são muitos e bastante significativos:

  • Além de manter a pele hidratada, combate problemas como feridas e descamações;
  • Tem função demaquilante;
  • Tem alto poder emoliente, retendo a umidade natural da pele para prevenir o ressecamento;
  • Ajuda a manter a firmeza e a elasticidade dos tecidos;
  • Produtos capilares com óleo de coco podem ser utilizados para massagear o couro cabeludo, estimulando a circulação sanguínea nessa região;
  • Controla o frizz dos fios;
  • Recupera a maciez e a elasticidade dos cabelos, incluindo os que são quimicamente tratados.

Óleo de coco “in natura” x na fórmula de cosméticos

Muita gente começou a aproveitar as propriedades hidratantes do óleo de coco para fazer umectação dos cabelos, por exemplo, e até para potencializar a hidratação da pele, utilizando a sua versão in natura. A verdade é que a melhor forma inserir esse componente na rotina de cuidados pessoais é por meio dos cosméticos que o tenham como ingrediente da formulação.

Por trás da fabricação dos cosméticos na indústria química, existe muita pesquisa para determinar qual é a concentração correta de cada ingrediente para surtir o efeito desejado. Além disso, também há estudos sobre como combinar diferentes substâncias para potencializar os resultados. Por isso, o uso dessa maneira acaba sendo bem mais favorável.

Além disso, para quem tem a pele ou os cabelos naturalmente mais oleosos, ou, no caso da pele, com tendência à acne, o uso desse componente dissolvido em produtos cosméticos diminui as chances de que ele possa piorar esse quadro.

O óleo de coco é um dos ingredientes que fazem parte da nossa gama de produtos, acesse para conhecê-los.