Ácido Glioxílico

O ácido glioxílico – ou ácido formilfórmico, como também é conhecido – é um ácido orgânico, sendo considerado o mais simples entre os ácidos-aldeídos. Confira o que é ácido glioxílico e entenda as características mais importantes desse ativo cosmético e suas aplicações.

Ácido glioxílico: características

Entre as principais características do ácido glioxílico, é válido destacar que esse insumo conta com uma forma modificada do ciclo dos ácidos tricarboxílicos, que ocorre na maior parte das plantas e dos micro-organismos, mas não em animais superiores.

Essa substância é frequentemente encontrada em procedimentos químicos capilares, como escovas progressivas e tratamentos redutores de volume, e é capaz não apenas de promover o efeito liso, como também de recuperar cabelos ressecados, devolvendo um aspecto natural, brilhante, com as cutículas seladas, além de ser compatível com diferentes procedimentos químicos.

Ácido glioxílico: principais aplicações

O ácido glioxílico é amplamente usado em formulações de alisantes capilares, alterando totalmente a estrutura do fio de cabelo, permitindo que ele seja remodelado. Esse ácido é capaz de liberar substâncias conhecidas como aldeídos que promovem a quebra das pontes de cistina, responsável pela resistência e pela forma da fibra capilar.

Por ter um pH alto, quando aplicado ao cabelo, o ácido glioxílico dilata as cutículas, permitindo, assim, a entrada do ativo alisante, de forma que o mesmo possa agir no interior do fio, rompendo boa parte das pontes de enxofre e garantindo um novo formato aos fios de cabelo.

Ácido glioxílico X formol

Um tema bastante frequente quando o assunto é ácido glioxílico é o questionamento a respeito do formol. Muitos usuários acreditam que o ácido glioxílico apresenta formol em sua estrutura e que, por isso, é capaz de modificar a estrutura capilar. Contudo, isso não é verdade.

O ácido glioxílico não tem formol, no entanto, quando aquecido, ele libera uma substância conhecida como formaldeído – mas em teores tão baixos, que são incapazes de prejudicar a saúde. De qualquer forma, observar a embalagem do produto e analisar a porcentagem de ácido glioxílico é fundamental para garantir um uso correto e seguro. A Maian sugere que a aplicação seja de 1 a 20%, variando de acordo com o produto em que for utilizado.

Se o produto cosmético para progressiva ou com função redutora de volume tiver o selo da Anvisa, isso já significa que ele apresenta especificações aprovadas.

Ácido glioxílico: solicite um orçamento

Agora que a função do ácido glioxílico ficou esclarecida, solicite um orçamento! A Maian conta com mais de 40 anos de expertise no mercado de produtos químicos, em especial, insumos cosméticos, domissanitários e aditivos alimentares, com fornecedores internacionais selecionados a partir de uma rigorosa análise. Encontre álcool cetoestearílico, acetil tributil citrato, aloe vera, bicarbonato de sódio e mais.

Fale com um especialista ou solicite um orçamento!