Ácido Sórbico

O ácido sórbico é um ácido graxo insaturado, tendo uma atividade inibitória
contra um largo espectro de leveduras, fungos e bactérias, incluindo a maioria
de patógenos que se desenvolvem nos alimentos. A sua atividade inibitória
depende do pH do substrato; o limite superior da atividade é pH 6,5 nas
aplicações úmidas e o grau de atividade diminui à medida que o pH diminui.
Comparando o ácido sórbico com outros conservantes, o ácido sórbico ou seus
sais são mais seguros e não irão alterar a coloração original dos alimentos, seu
sabor e seu valor nutricional. O ácido sórbico não somente tem sido
amplamente utilizado em todos os tipos de alimentos devido à sua função anti
decomposição e anti-mofo, mas também em grãos, medicamentos, cosméticos,
creme dental, tabaco, ração animal, látex, fabricação de papel e pesticida. Em
relação a outros conservantes, é considerado o mais eficaz e em termos de
versatilidade, quanto ao largo espectro de microorganismos cujo crescimento
eles inibem, a variedade de produtos alimentícios cujo frescor eles protegem, e
o efeito quase nulo sobre o sabor de alimentos de pouco gosto ou sabor
bastante suave. Outra vantagem no seu uso é a seletividade da ação
antimicrobiana exercida.

OBTENÇÃO:
O processo tradicional de síntese do ácido sórbico envolve a condensação
do ácido malônico com o trans-butenal. Pode também ser preparado a partir de
ácidos hexadienóicos obtidos pela reação do cloreto de
alila, acetileno e monóxido de carbono catalisado pelo níquel. O processo
utilizado pela indústria utiliza o crotonaldeído e a cetona.

Aplicação
Alimentos:

  • Queijos
  • Vinhos
  • Frutas secas
  • Sobremesas
  • Doces no geral
  • Margarinas
  • Molhos de tomate
  • Maioneses
  • Embutidos diversos
  • Alimentos em conservas
  • Produtos cárneos
  • Verduras ácidas
  • Sucos de frutas

Cosméticos:

  • Cremes corporais
  • Creme dental
  • Pomadas
  • Géis
  • Loções